Prefeitura inicia o ano com ações intensificadas de combate ao Aedes aegypti

0
103

Todos contra o mosquito. A Prefeitura de Santa Bárbara d’Oeste segue em 2020 com ações intensificadas de combate ao mosquito Aedes aegypti. O trabalho vem sendo reforçado desde o início de dezembro, devido à chegada do verão, que favorece a proliferação do vetor da dengue e de outras arboviroses. No Município, as equipes trabalham de forma ininterrupta o ano inteiro em várias frentes.

Os agentes de controle de endemias visitam diariamente residências, imóveis especiais (como escolas, unidades de saúde, supermercados) e pontos estratégicos (borracharias, ferros-velhos, floriculturas), vistoriando e orientando os responsáveis quanto às medidas necessárias para eliminar criadouros. Os profissionais atuaram esta semana nos imóveis dos bairros Parque Zabani, Jardim Europa, Nova Conquista, Parque Planalto, Santa Rosa II e Frezzarin. Na próxima semana, os agentes iniciarão as visitas nos bairros São Camilo, Dona Regina e Jardim Europa.

Vale reforçar que nesse período do ano todos devem se empenhar ainda mais em eliminar criadouros, sendo que 90% dos criadouros são encontrados nas residências. A eliminação de focos é a medida mais eficaz para prevenir uma epidemia de dengue e é dever de todo cidadão eliminar possíveis criadouros das residências.

A Prefeitura orienta a população a receber os agentes de controle de endemias para obter informações importantes sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves. Em caso de dúvidas, é essencial entrar em contato com a Divisão de Controle de Vetores do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses), pelo telefone 3463.8099 ou pelo e-mail: ccz.saude@santabarbara.sp.gov.br.

Caso a pessoa apresente sintomas como febre, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, manchas no corpo e dores nas articulações, deve procurar a unidade de saúde mais próxima da sua residência e não se medicar por conta própria, sem antes consultar o médico, já que alguns medicamentos podem agravar a doença.

Sala de Situação

Desde setembro de 2018, representantes de diversos setores da Prefeitura se reúnem mensalmente na “Sala de Situação e Controle da Dengue” para discutir, planejar e implementar ações que demandem atividades integradas, como limpeza e desocupação de áreas públicas com descarte irregular de resíduos. Em 2019, foi realizada a limpeza e desocupação de três áreas públicas que apresentavam risco de transmissão de doenças, nos bairros Jardim Santa Fé, Cândido Bertini e Jardim dos Cedros. Em 2020, a Sala de Situação continuará organizando intervenções com vistas a eliminar situações de risco à saúde pública.

Monitoramento de mosquitos

Desde dezembro de 2019, a Divisão de Controle de Vetores retomou o monitoramento da presença de mosquitos com o uso de ovitrampas. Uma ovitrampa consiste em um recipiente plástico com água, onde é colocada uma palheta de eucatex. Caso haja fêmeas de mosquito buscando criadouros para depositar os ovos, elas botam os ovos nas palhetas, que são recolhidas semanalmente e inspecionadas no laboratório entomológico do CCZ. Caso sejam detectados ovos, o resultado é considerado positivo – que indica presença de Aedes naquela região – e o número de ovos é registrado. Para o monitoramento, foram instaladas 168 ovitrampas espalhadas por toda a área urbana do Município.

Assessoria de Imprensa